Grécia Antiga

ASPECTOS GEOGRÁFICOS

GRÉCIA CONTINENTAL OU PENINSULAR: Ocupava parte da Península Balcânica e era formada por várias regiões (Ática, Beócia, Tessália, Lacônia, Peloponeso, etc. Era uma região montanhosa, com poucas terras férteis e o litoral favorecia a navegação.

GRÉCIA INSULAR: Formada pelas ilhas dos mares Egeu e Jônico (Creta, Lesbos, Chipre, Eubéia, Ítaca, etc.)

GRÉCIA ASIÁTICA OU JÔNIA: Litoral da Ásia Menor.

PERÍODOS: Pré-Homérico, Homérico, Arcaico, Clássico e Helenístico.

Os dois primeiros períodos estão ligados ao nome do poeta Homero, autor das obras A ILÍADA (sobre a guerra de Tróia) e A ODISSÉIA (sobre o herói Ulisses ou Odisseus).

PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO

CIVILIZAÇÃO CRETENSE:

POLÍTICA= Talassocracia (governo dos comerciantes marítimos)

                     Principal rei= Minos, que governava no palácio de Cnossos, em Creta.

ECONOMIA= Comércio marítimo.

SOCIEDADE= Destaque para o papel das mulheres.

RELIGIÃO= Politeísta (destaque para a Deusa-Mãe e para a lenda do Minotauro) e praticava sacrifícios humanos.

CULTURA= Arquitetura sofisticada, jogos, festivais, escritas (Linear A e Linear B).   

POVOS INDO-EUROPEUS: Aqueus ou Micênicos: fundaram a cidade de Micenas e conquistaram os cretenses formando a Civilização Creto-Micênica.

Jônios, que fundaram a cidade de Atenas.

Eólios, que fundaram a cidade de Tebas.

Dórios, que destruíram a civilização Creto-Micênica e provocaram uma fuga em massa das populações, conhecida como Primeira Diáspora Grega.

PERÍODO HOMÉRICO (séculos XII a VIII a.C.): Formação da sociedade e das CIDADES-ESTADOS gregas.

Genos (clãs) – Frátrias – Tribos – Pólis (CIDADES-ESTADOS)

Segunda Diáspora Grega ou Colonização (século VII a.C.): populações que não possuíam terras migram para fora da Grécia e fundam colônias por todo o entorno do mar Mediterâneo. O principal conjunto de colônias gregas ficava no sul da Itália (Magna Grécia). Estas colônias mantinham relações culturais e comerciais com as cidades gregas.

 

PERÍODO ARCAICO (séculos VIII a VI a.C):

ESPARTA: Localizada na região da Lacônia, próximo ao rio Eurotas (Península do Peloponeso). Fundada pelos Dórios, que também dominaram a planície da Messênia.

ORGANIZAÇÃO POLÍTICA= Oligarquia

Diarquia= 2 reis com funções militares e religiosas.

Conselho dos Éforos= 5 membros eleitos com mandato de um ano com funções administrativas.

Gerúsia= composta por 28 anciãos.

Ápela= composta por todos os cidadãos a partir de 30 anos.

Sociedade= Patriarcal, xenófoba e militarista.

Classes Sociais= Espartanos, Periecos e Hilotas.

Educação Militarista.

 

ATENAS: Localizada na região da Ática. Fundada pelos Jônios.

Sociedade= Patriarcal, xenófoba e escravista.

Classes Sociais: Eupátridas, Geomoros, Demiurgos, Metecos, Thetas e Escravos.

Formas Políticas:

Monarquia: O Rei (Basileus) possuía poderes plenos.

Oligarquia= Legisladores= Drácon e Sólon (divisão social censitária, fim da escravidão por dívidas).

Tirania= Pisístrato, Hiparco, Hípias e Iságoras.

Democracia= Fundada por Clístenes; era baseada na Isonomia; a instituição mais importante era a Eclésia (assembléia dos cidadãos), que podia votar o OSTRACISMO (banimento por 10 anos por crime político). Foi aperfeiçoada por Péricles (século V a.C.), que criou a MISTOFORIA (pagamento para funções públicas).

Características: democracia direta, xenófoba, masculina, escravista e imperialista (a partir de Péricles)..

Sociedade Democrática: Cidadãos, Estrangeiros e Escravos. Procurava formar cidadãos.

 

PERÍODO CLÁSSICO (Século V a IV a.C.): Foi o auge da Grécia em todos os seus aspectos e também o início de sua decadência.

Guerras Médicas= Gregos x Persas. Vitória dos gregos.

Guerra do Peloponeso= Liga de Delos (liderada por Atenas) x Liga do Peloponeso (liderada por Esparta). Vitória dos espartanos.

Conflito Esparto-Tebano= Tebas (Liga da Beócia) x Esparta. Vitória dos tebanos.

A principal conseqüência desses conflitos foi a decadência das cidades gregas.

 

PERÍODO MACEDÔNICO OU HELENÍSTICO (séculos III a II a.C):

Filipe II, rei da Macedônia, conquistou a Grécia. Alexandre Magno conquistou um vasto império que incluía territórios da Europa, da África e da Ásia; construiu muitas cidades, destacando-se Alexandria (Egito), com sua famosa biblioteca, o museu e o farol. A grande obra de Alexandre foi o helenismo (fusão racial e cultural entre gregos e orientais). Com a morte de Alexandre, seus generais dividiram o Império Macedônico, gerando os Reinos Helenísticos.

 

RELIGIÃO: Politeísta e Antropomórfica (os deuses têm forma e comportamento humanos); sacrifícios de animais; competições em honra dos deuses, conhecidos como Jogos Pan-Helênicos: Olímpicos e Neméicos (em honra de Zeus), Píticos (em honra de Apolo) e Ístmicos (em honra de Poseidon); procissões; quarentenas; heróis ou semideuses (Hércules, Aquiles, Teseu, Perseu, Jasão, Édipo, etc.); mitologia.

 

CULTURA:

Literatura: Homero (A Ilíada e A Odisséia), Hesíodo (A Teogonia, Os Trabalhos e Os Dias).  

Teatro: Originou-se das Dionísicas; apenas os homens participavam; uso de máscaras (personas); tragédia e comédia.

Principais Autores do Teatro:

Ésquilo (pai da tragédia): Os persas, Os sete contra Tebas, Prometeu acorrentado, etc;

Sófocles= Édipo rei, Antígona, Electra, etc; 

Eurípedes= Medéia, As troianas, As bacantes, Écuba, etc;

Aristófanes= As vespas, As nuvens, As rãs, etc.

 

Arquitetura: baseava-se no equilíbrio e na harmonia das formas; estilos dórico, jônico e coríntio; destacaram-se Ictínio e Calícrates.

Escultura; era idealizada e buscava a beleza do corpo humano; destacaram-se Fídias e Míron.

História: Heródoto (o pai da História)= As Guerras Médicas; Tucídides= A Guerra do Peloponeso; Xenofonte= as Guerras Helênicas, A Anábase.

Ciências: Hipócrates de Cós (pai da medicina), Empédocles e Alcméon (medicina); Anaxímandro e Aristóteles (biologia); Euclides (geometria); Pitágoras e Tales de Mileto (matemática e geometria); Arquimedes (física).

 

Filosofia: Surgiu no século VI a.C e buscava explicações sobre a origem das coisas baseadas na lógica e na razão e não na mitologia.

Principais Escolas:

Os Pré-Socráticos:

Escola de Mileto: Buscava o elemento básico gerador de todas as coisas. Tales de Mileto (água); Anaxímenes (ar); Anaxímandro (matéria).

Escola Eleata (Eleática): Valorizava a ontologia (o estudo do ser). Para Parmênides tudo é estático, ao contrário de Heráclito que afirma que tudo está em movimento.

Escola Pitagórica: Defendia que o número era a essência de tudo. Pitágoras.

Escola Sofista: Negava a existência da verdade absoluta e defendia o relativismo, buscava conhecimentos úteis para a vida, destacando a retórica. Protágoras.

Escola Atomista: A base do Universo é o átomo. Demócrito e Lêucipo.

Os Socráticos:

Sócrates: Buscava a verdade absoluta, defendia a reflexão e a virtude como elementos fundamentais da vida, portanto era crítico feroz dos sofistas; não escreveu obras, mas criou a Maiêutica; frases de efeito: “Só sei que nada sei”, ”Conhece-te a ti mesmo”; foi condenado à morte durante a guerra do Peloponeso, acusado de perverter a juventude e executado com cicuta.

Platão: Acreditava que o conhecimento leva ao bem e a virtude, cultivava ideais de beleza, bondade e justiça; defensor do mundo das idéias; fundou a Academia de Atenas; obras: Os Diálogos (Críton, Eutífon, Apologia de Sócrates e Fédon), O Banquete, A República, Timeu, etc. 

Aristóteles (pai da Lógica): Nascido em Estagira, na Macedônia, defensor do mundo real; criou o Liceu e o método Peripatético; obras: A Política, A Lógica, A Ética, A Poética, etc.

Os Pós-Socráticos:

O Estoicismo: A felicidade está em buscar o equilíbrio interior através da virtude. Zenon.

O Epicurismo (Hedonismo): A felicidade consiste em buscar o prazer. Epicuro.

O Ceticismo: Nega a existência da verdade absoluta. Pirro.

O Cinismo: Nega a realidade e cria um mundo de ilusões. Diógenes.